3 mins read
0 Comentários

Cobertura da saúde primária

Luanda – O Ministério da Saúde (MINSA), e seus parceiros estratégicos, definiram, em Luanda, um mecanismo regular de cooperação para coordenação das iniciativas e partilha de informação.

A plataforma de concertação, que se quer proactiva e actuante, foi estabelecida durante o Iº encontro do Comité de Coordenação Inter-Agências, realizado recentemente, em Luanda.

Promovido pelo ministério da Saúde, com o apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS), o referido mecanismo foi definido para reforçar os cuidados primários de saúde e alcançar os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável.

Segundo a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, tendo em conta a situação económica que o país enfrenta, agravada pela pandemia da COVID-19 que afectou gravemente a saúde das populações, é necessário reforçar as parcerias para acelerar as iniciativas visando a melhoria da saúde em Angola.

“Angola está fortemente comprometida em fortalecer o serviço nacional de saúde nos domínios da eficiência, equidade, eficácia, humanização e inovação, de forma a proporcionar o acesso a qualidade, a procura e a resiliência da prestação dos serviços essenciais”, referiu.

Sílvia Lutucuta explicou que o mecanismo de cooperação com os parceiros da saúde, proporciona uma oportunidade para avaliar as acções, identificar os desafios, apresentar os compromissos e fortalecer a implementação.

“O governo alcançou progressos no campo da saúde durante os últimos cinco anos, a nível da melhoria do acesso aos serviços da saúde de qualidade, com destaque para o aumento da força de trabalho em cerca de 35 por cento, construção de 85 modernas unidades sanitárias em todo país e o reforço da capacidade de resposta nas emergências da saúde pública, incluído a vacinação contra a COVID19”, afirmou.

Contudo, disse ela, o país continua a enfrentar vários desafios nos domínios da cobertura vacinal de rotina, níveis elevados da malária, doenças diarréicas, pneumonia, desnutrição aguda, tuberculose, aumento de doenças crónicas não transmissíveis, qualidade ainda insuficiente dos dados de vigilância epidemiológica, situação que exige a participação de todos e abordagem conjunta para acelerar o alcance da cobertura universal de saúde.

Por seu turno, a Representante da OMS em Angola, Djamila Cabral, notou que o mecanismo de cooperação vai permitir que o país continue a avançar rumo à cobertura universal de saúde, garantindo que os serviços de qualidade estejam ao alcance de todos independentemente do local ou da situação financeira.

“Felicitamos o governo por esta nobre iniciativa, que vai permitir congregar os parceiros e reforçar a participação, o trabalho conjunto e a resolução dos principais problemas da saúde, em particular o reforço dos cuidados da saúde primária, crucial para garantir a melhoria da saúde das famílias angolanas”.

O I encontro do Comité de Coordenação Inter-Agências, que contou com a participação das agências do sistema das Nações Unidas, organizações internacionais e da sociedade civil, discutiu temas como o balanço das acções desenvolvidas durante o quinquénio 2017/2021 e o compromisso nacional pela saúde da criança, da mulher e da luta contra as grandes endemias.

Os participantes comprometeram-se em apoiar a implementação do compromisso nacional pela saúde da criança, da mulher e da luta contra as grandes endemias a todos os níveis, assim como integrar o quadro de monitoria que será estabelecido para medir os progressos na área dos Cuidados da Saúde Primária e melhoria da Saúde Materna e Infantil.

Fonte: Angop.ao

Ver mais em: https://www.angop.ao/noticias/sociedade/angola-reforca-parcerias-para-acelerar-cobertura-da-saude-primaria/

 

Clique Aqui para Receber Mais VAGAS no nosso TELEGRAM: https://t.me/angoemprego

-59 PAÍSES que Angolanos têm facilidade de Visto e Viajar em 2022
-10 PIORES ERROS COMETIDOS POR ANGOLANOS AO ENVIAR O CURRÍCULO
50 IDEIAS DE NEGÓCIOS PARA SE FAZER EM ANGOLA COM POUCO DINHEIRO
-QUER TRABALHAR NA ZEE (ZONA ECONÓMICA ESPECIAL) CLIQUE AQUI
-CONSIGA UM EMPREGO NA AFRICELL
-NUNCA FALE ISSO NA ENTREVISTA DE EMPREGO
65 MODELOS CURRÍCULOS: Baixar e Preencher no Word GRÁTIS (2022)
50 PERGUNTAS MAIS FEITAS EM ENTREVISTA DE EMPREGO