Jovens beneficiam de Bolsas em Portugal

INFORMAÇÃO

João Pedro
Dez jovens,estudantes angolanos, vão beneficiar, ainda este ano, de uma formação superior em Portugal, com base num programa de bolsas de estudo concedido pelo Camões, Instituto da Cooperação e da Língua.

Ontem foi realizada uma sessão de esclarecimento no Centro Português de Cooperação – Embaixada de Portugal, no sentido de preparar a viagem para Portugal e,
consequentemente, a integração na sua futura vida académica.

Em declarações à imprensa, a propósito das bolsas de estudo, o embaixador de Portugal em Angola, Pedro Pessoa e Costa, disse que o objectivo é formar quadros
em áreas prioritárias para o desenvolvimento do respectivo país e poder contribuir para o progresso sustentável do ensino local.

“É uma oportunidade única que os jovens têm de mostrar como podem atingir os seus objectivos e contribuir, no futuro, com os conhecimentos científicos adquiridos”.

“ Esperamos que os bolseiros possam provar que a sua selecção neste processo os torna embaixadores de Angola durante os anos de formação”, disse o diplomata, para quem os jovens podem ser os actores e protagonistas das suas vidas.

Pedro Pessoa e Costa informou que, tão logo concluírem a formação, serão também embaixadores do ensino superior português a nível mundial. Lembrou que
se está num momento crucial da pandemia, mas a vida deve continuar e, por isso, apostou-se num investimento de recursos humanos.

O programa de bolsas de estudos vai ajudar esta franja da sociedade a ver o futuro numa nova perspectiva, de
como podem contribuir para o desenvolvimento do país.

INAGBE

O director do Instituto Nacional de Gestão de Bolsas de Estudo (INAGBE), Milton Chivela, garantiu que os cursos de formação foram escolhidos
na vertente profissional, destacando as áreas de Agronomia, Engenharia Mecânica, Engenharia Civil e Medicina.

Informou que o INAGBE recebeu mas de 200 candidaturas, mais apenas dez jovens foram seleccionados, porque mostraram competências aptas para o programa
de bolsas de estudos.

O responsável espera que após a formação possam ser uma mais valia para o país.

Fonte: JA

Image 0