Recruta-se Engenheiro de Completação

Recruta-se Engenheiro de Completação

Recruta-se Engenheiro de Completação

A Eni está a recrutar um Engenheiro de Completação para Luanda, em Angola.

Funções

  • Executar o planeamento das operações de completação de poços, incluindo a definição de prioridades e a alocação de recursos, dando pareceres e recomendações técnicas, contribuindo para a rentabilidade dos investimentos de exploração e produção, de acordo com as normas e procedimentos estabelecidos pela Companhia
  • Apoiar na coordenação dos planos no que respeita a questões técnicas, operacionais e financeiras com avaliações de riscos associadas
  • Apoiar no planeamento, desenvolvimento e coordenação de projectos de completação
  • Participar em todas as fases de preparação do poço, compreendendo as características da intervenção

Requisitos

  • Muito bons conhecimentos transversais da Indústria do Petróleo e Gás
  • Conhecimentos de Processos de Organização
  • Conhecimentos de Conformidade (conformidade)
  • Bons conhecimentos de Construção e Instalação
  • Conhecimentos de Design de Sistema de Produção
  • Conhecimentos de Gestão de Projectos
  • Conhecimentos de Processo de Engenharia
  • Bons conhecimentos gerais de HSE
  • Domínio da língua inglesa
  • Licenciatura em Engenharia Mecânica, Engenharia de Petróleos ou formação técnica profissional complementada aos anos de experiência
  • Experiência mínima de 6 anos em actividades similares na indústria petrolífera

Notas

  • Apenas candidatos pré-seleccionados serão contactados

Como se Candidatar

1. Documentação

  • Carta de Apresentação
  • Curriculum Vitae
  • Diplomas

2. Candidatura

  • Envie um email para [email protected] e indique o assunto “Engenheiro de Completação”

Perfil da empresa

  • A Eni é uma companhia integrada de energia, comprometida no desenvolvimento das actividades de pesquisa, produção, transporte, transformação e comercialização de petróleo e gás. Possui operações globais activas, aproximadamente em 80 países
  • A Eni está presente em Angola a cerca de 30 anos, e recentemente sendo operadora, encontra-se em fase de grande expansão e investimento.

Leave a Reply