2 mins read
0 Comentários

Reorganização das Instituições de Ensino Superior

Soyo – O secretário de Estado para o ensino superior, Eugénio da Silva, reafirmou, esta terça-feira, no Soyo, província do Zaire, a aposta do Ministério do Ensino Superior, Ciência e Tecnologia de Inovação (MESCTI) na reorganização da gestão administrativa, académica e científica das instituições afins.

Ao intervir no acto de apresentação do novo corpo directivo do Instituto Superior Politécnico do Soyo, o responsável assegurou que foram, nos últimos anos, acometidas mais competências de trabalho aos gestores para uma gestão adequada das instituições do ensino superior em todo o país.

Pretende-se com essa nova dinâmica, acrescentou, colocar as instituições de ensino superior do país nos patamares mais elevados em termos de ensino e investigação científica.

“O objectivo do ministério é assegurar a formação de qualidade dos profissionais, bem como promover a investigação científica em todas as instituições de ensino superior”, reiterou.

Recomendou aos novos gestores do Instituto Superior Politécnico do Soyo a pautarem por uma gestão responsável assente em trabalho de equipa para se atingir as metas preconizadas.

“O contexto académico que se vive actualmente é cada vez mais exigente e competitivo, pelo que peço aos novos gestores zelo e dedicação”, vincou.

O país conta actualmente com 98 instituições de ensino superior, sendo 28 públicas e 70 privadas.

Nova gestora promete rigor e transparência

A nova gestora do Instituto Superior Politécnico do Soyo, Massuquinini Inês, disse que durante o seu mandato vai primar pelo rigor e pela transparência na gestão administrativa, académica e científica da instituição.

Ao usar da palavra no acto da sua apresentação ao corpo docente e funcionários da instituição, a responsável acrescentou que apostará na valorização do capital humano para a prestação de um serviço público mais eficiente e eficaz.

Na ocasião, foram também apresentados os vice-presidentes para assuntos académicos e científicos, e pós-graduação da instituição, Carlos Andrade Neto e Aires Bartolomeu Dias Niuka, respectivamente.

O novo corpo directivo do instituto Superior Politécnico do Soyo sucedeu a Comissão Instaladora coordenada por Mpazu Mavambu, que durante dois anos geriu a instituição.

O Instituto Superior Politécnico do Soyo, agora com estatuto de unidade orgânica independente, abriu as portas em Março de 2011, com a designação de Escola Superior Politécnica, inserida na III região académica da Universidade 11 de Novembro que abarcava as províncias do Zaire e de Cabinda.

Fonte: Angop

Ver mais em: https://www.angop.ao/noticias/educacao/mescti-aposta-na-reorganizacao-das-instituicoes-de-ensino-superior/

 

Clique Aqui para Receber Mais VAGAS no nosso TELEGRAM: https://t.me/angoemprego

-59 PAÍSES que Angolanos têm facilidade de Visto e Viajar em 2022
-10 PIORES ERROS COMETIDOS POR ANGOLANOS AO ENVIAR O CURRÍCULO
50 IDEIAS DE NEGÓCIOS PARA SE FAZER EM ANGOLA COM POUCO DINHEIRO
-QUER TRABALHAR NA ZEE (ZONA ECONÓMICA ESPECIAL) CLIQUE AQUI
-CONSIGA UM EMPREGO NA AFRICELL
-NUNCA FALE ISSO NA ENTREVISTA DE EMPREGO
65 MODELOS CURRÍCULOS: Baixar e Preencher no Word GRÁTIS (2022)
50 PERGUNTAS MAIS FEITAS EM ENTREVISTA DE EMPREGO