SME esclarece sobre passaporte da atleta Neide

SME esclarece sobre passaporte da atleta Neide

O passaporte da atleta Neide Dias, da selecção de atletismo para os Jogos Olímpicos de Tóquio, foi tratado em duas horas e entregue ao representante do Consulado de Angola em Paris, garantiu hoje, quinta-feira, o porta-voz do SME, Simão Milagre.

Em reacção à recente entrevista da fundista pela não inscrição no evento, que se inicia  a 23 próximo, por   falta de passaporte válido, esclareceu que o Serviço de Migração e Estrangeiros (SME)  recebeu do representante do Consulado em França o processo que solicitava a emissão do documento ordinário no dia 15 de Junho.

Reiterou que o passaporte foi entregue duas horas depois, porque o portador alegou urgência em regressar no mesmo dia a Paris.  

Simão Milagre afirmou que existe um conjunto de protocolos que fazem fé de que o emissário do Consulado recebeu o documento em tempo, pelo que descarta qualquer responsabilidade do órgão que representa.

Entretanto, a fundista Neide Dias atribuiu segunda-feira culpas à Federação Angolana de Atletismo (FAA), pela sua não inscrição nos Jogos de Tóquio, por não lhe ter sido renovado o passaporte, para ser inscrita.

A recordista nacional nos mil 500 metros, 3.000 m e 10.000 m, que reside em Portugal, diz ter entregue o processo no Consulado de Angola em Paris, no dia 23 de Abril, dando a conhecer ao presidente da Federação, Bernardo João.

A atleta lamenta o facto de o Comité Olímpico Angolano (COA) ter conhecimento do caso e de não ter tomado qualquer providência para que a sua participação nos Jogos do Japão fosse possível.

No entanto, a ministra da Juventude e Desportos, Ana Paula do Sacramento Neto, prometeu esta quinta-feira, em Luanda, responsabilizar os eventuais culpados pela situação.

Falando à imprensa, a ministra disse ter já pedido esclarecimento, por escrito, para apuramento do sucedido.

O COA descarta qualquer responsabilidade pelo sucedido e informa em comunicado que Neide Dias foi preterida pela Federação Internacional de Atletismo por competir nos 1.500 metros em favor do velocista Aveni Reid, escrito nos 100 metros.

A nota, assinada pelo secretário-geral, António Monteiro Bambino, explica que o órgão reitor da modalidade no mundo priorizou as distância mais curtas.

Já o presidente da FAA, Bernardo João, diz não ter sido escolha da federação a dupla do atletismo para o evento no Japão, atirando a responsabilidade ao Comité Olímpico

Fonte: Angop
Ver artigo em: https://www.angop.ao/noticias/desporto/mse-esclarece-sobre-passaporte-no-caso-neide/

-10 PIORES ERROS COMETIDOS POR ANGOLANOS AO ENVIAR O CURRÍCULO
-QUER TRABALHAR NA ZEE (ZONA ECONÓMICA ESPECIAL)-COMO SE CANDIDATAR
-12 EMPRESAS QUE OFERECEM ESTÁGIOS EM ANGOLA
65 Modelos de Currículos: Baixar e Preencher no Word GRATIS
-50 PAÍSES QUE ANGOLANOS NÃO PRECISAM DE VISTO PARA VISITAR EM 2021
38 IDEIAS DE NEGÓCIOS PARA SE FAZER EM ANGOLA COM POUCO DINHEIRO
50 PERGUNTAS MAIS FEITAS EM ENTREVISTA DE EMPREGO
Saiba 7 coisas que nunca deves FALAR numa Entrevista de Emprego