Consultor Nacional para o Plano Nacional de Vacinação Covid-19

  • TEMPO INTEIRO
  • Luanda
  • As inscrições foram fechadas

OMS

RECRUTAMENTO

ESCRITÓRIO DA OMS NA REPÚBLICA DE ANGOLA 

RESPOSTA À EPIDEMIA COVID-19 EM ANGOLA
TERMOS DE REFERÊNCIA (TOR)

CONSULTOR PARA APOIAR A REVISÃO DO PLANO DE VACINAÇÃO NACIONAL DA COVID-19 E A INTRODUÇÃO DA COVAX NA REPÚBLICA DE ANGOLA 

Nível:    Duração do  NOC                
    O período de consulta inicial é de 1 mês com possibilidade de prorrogação, se necessário.

País / Local de Trabalho: Luanda, República de l’Angola

1. Objetivo
O objetivo principal desta consulta é revisar o plano nacional de implementação da vacinação COVID-19 e apoiar a coordenação das atividades de planejamento, preparação, implementação e avaliação da introdução da COVAX no país.

2. Contexto e justificativa
Em dezembro de 2019, um novo coronavírus, o SARS-CoV-2, foi identificado como a causa de um surto de pneumonia viral em Wuhan, Hubei-China. Essa nova doença tinha alta letalidade e se mostrou altamente transmissível. A Organização Mundial de Saúde designou a doença como COVID-19 (ou seja, doença de Coronavirus 2019). Dada a suscetibilidade universal dos humanos a esta nova doença, a OMS declarou em janeiro de 2020 “Emergência de Saúde Pública de Preocupação Internacional” e em 11 de março de 2020, declarou a pandemia de COVID-19, por sua rápida disseminação para outros países e continentes. Nos primeiros três meses, quase um milhão de pessoas foram infectadas e 50.000 morreram. Em seis meses, o número de casos ultrapassou os 10 milhões e já ocorreram mais de 500 mil mortes.

Em Angola, os dois primeiros casos de COVID-19 foram confirmados a 21 de março de 2020, importado de um país com transmissão comunitária. Em 26 de abril de 2020, foi confirmado o primeiro caso de transmissão local. Em 4 de dezembro de 2020, 15.493 casos de COVID-19 foram confirmados pelo teste RT-PCR, com 353 óbitos, representando uma taxa de mortalidade de 2,3%. Além disso, alguns países vivem uma segunda vaga da doença, Angola está a reforçar a sua estratégia de resposta e a consolidar os resultados das suas acções.
Existe uma colaboração global estabelecida para acelerar o desenvolvimento, a produção e o acesso equitativo aos testes, tratamentos e vacinas COVID-19. COVAX e as Vacinas Aceleradoras ACT, pilar de Colisão da Gavi, CEPI e OMS, plataforma que apóia a pesquisa, o desenvolvimento, a fabricação de uma ampla gama de vacinas candidatas COVID-19, bem como a negociação de preço e distribuição justa. Esta colaboração científica histórica inclui atualmente mais de 300 vacinas candidatas em diferentes estágios de desenvolvimento e espera-se que uma ou mais dessas vacinas candidatas possam obter aprovação para uso de emergência no primeiro trimestre de 2021.

A fim de ajudar os países a iniciarem as atividades preparatórias em tempo hábil, a OMS / AFRO planejou recrutar um consultor nacional de grau NOC, para a República de Angola, para apoiar a revisão do Plano Nacional de Vacinação contra COVID-19, bem como apoiar as atividades preparatórias para a introdução da COVAX no país. O consultor deve trabalhar sob a coordenação do representante da OMS e sob a supervisão direta do ponto focal IVD / POLIO.

3- Resultado esperado:
• Plano nacional de vacinação contra COVID-19 revisado e disponível.
• O processo de introdução da vacina COVAX em Angola está bem conduzido.

4. Tarefas
Sob a coordenação do Representante da OMS e sob a supervisão do Ponto Focal IVD / POLIO, o consultor terá as seguintes tarefas principais:
• Apoiar o planejamento nacional e grupo de trabalho de coordenação;
• Revisar o plano nacional de
vacinação COVID-19 • Alinhar o plano nacional de vacinação COVID-19 com as diretrizes da OMS para o desenvolvimento de um plano nacional de vacinação e a introdução da vacina COVID-19; 
• Fornecer relatórios semanais, bem como o relatório final;
• Executar qualquer outra tarefa solicitada pelo representante da OMS.
 
5. Entregáveis
• Plano revisado e disponível; 
• Organização das atividades de preparação para introdução da vacina de qualidade; 
• Relatório de fim de missão.

6. Qualificações e habilidades

a) Qualificações
Os candidatos devem ter espírito de equipa, ter boa comunicação e trabalhar num ambiente multicultural; e acostumados a responsabilidades de alto nível para coordenar atividades entre diferentes setores relevantes do Ministério da Saúde, com a OMS e outros parceiros. Bons conhecimentos de planejamento e condução de campanhas e procedimentos de vacinação serão uma mais-valia. Os candidatos devem ser fluentes em português. Conhecimento de inglês ou francês é uma vantagem.

b) Formação
Acadêmica O candidato deve ser graduado em medicina geral e ter pelo menos o título de mestre em saúde pública ou epidemiologia. Além disso, ele deve ter pelo menos 5 anos de experiência na área de epidemiologia ou saúde pública

Diploma essencial em medicina geral    

Desejável
Um mestrado em saúde pública ou epidemiologia

c) Experiência
    
essencial
Pelo menos 5 anos de experiência de campo em epidemiologia ou saúde pública.

Desejável
• Experiência de atuação no setor público de saúde e em epidemiologia;
• Experiência na elaboração de relatórios;
• Experiência de trabalho com a OMS seria uma vantagem.

línguas

• Excelente conhecimento da língua portuguesa e capacidade de trabalhar em inglês ou francês.

7. Condições de trabalho
• O período de consulta inicial é de 1 mês. O mesmo pode ser estendido quando necessário;
• O consultor deve trabalhar em estreita colaboração com o gerente de incidentes e o Ponto Focal IVD / POLIO do escritório nacional;
• Todos os documentos produzidos no âmbito da missão devem obter autorização do Representante da OMS em Angola antes de qualquer divulgação.

COISAS QUE NUNCA DEVES FALAR NUMA ENTREVISTA DE EMPREGO
SAIBA 38 IDEIAS DE NEGÓCIOS PARA SE FAZER EM ANGOLA COM POUCO DINHEIRO
50 PERGUNTAS MAIS FEITAS EM ENTREVISTA DE EMPREGO

-CANDIDATE-SE AGORA NA AFRICELL ANGOLA
Saiba 7 coisas que nunca deves FALAR numa Entrevista de Emprego
-12 Empresas que Oferecem Estágios em Angola

OBS:

  • Se o contacto de Email ou link não estiver disponível, não existe ou falhar o envio, não é erro nosso, nem responsabilidade do Ango Emprego, (O Prazo de candidaturas pode ter terminado) os Empregadores é que são responsáveis pelos canais de Envio das Candidaturas.
  • As vagas divulgadas aqui são gratuitas se alguém cobrar para dar Emprego, por favor denuncie.

Tagged as: , , , , ,